Novo Regime de Rodízio de São Paulo é Suspenso

Na segunda-feira, dia 18 de maio de 2020 o novo formato de rodízio em São Paulo foi suspenso.

A suspensão da restrição de circulação dos veículos do regime emergencial foi anunciada pelo atual prefeito Bruno Covas. O objetivo da ação era aumentar o nível de isolamento social das pessoas, mas os índices apontaram que houve acréscimo apenas de 2% o que não gerou grande resultado e não alcançou as expectativas das autoridades, por isso decidiram retomar o tradicional rodízio já conhecido pelos Paulistas.

“Quando comparamos essa semana do rodízio com a semana anterior, nós retiramos, em média, um milhão e duzentos e setenta mil veículos por dia. E mesmo diante de tanta incompreensão diminuímos em 5,5 % o número de passageiros nos ônibus a cidade”, explicou o prefeito Bruno Covas. 

“Antes de pensarmos em abrir, precisamos parar. Mas é preciso dizer que a Prefeitura sozinha não tem todos os principais instrumentos para fechar totalmente a cidade. Nossa competência institucional em segurança é muito limitada. Não há no mundo caso de autoridade pública sem poder de polícia, sem segurança pública que consiga implantar um lockdown”, disse o prefeito Bruno Covas. 

“A capital não é uma ilha como a Nova Zelândia. Não somos isolados do mundo. Nossa região metropolitana é interdependente e nossas ruas se misturam. São 1.746 ruas que começam numa cidade e terminam em outra. Não há divisas. Temos que organizar isso juntos”, completou Covas. 

A partir de agora o rodízio volta ao modelo tradicional, confira abaixo:

Deixe um comentário

3 − 3 =